Cinema gaúcho

Código: SXDZDAYBG Marca:
6x de R$ 5,33
R$ 32,00
ou R$ 30,40 via Boleto Bancário
Comprar Disponibilidade: 5 dias úteis Aproveite! Restam apenas 2 unidades
    • 1x de R$ 32,00 sem juros
    • 2x de R$ 16,00 sem juros
    • 3x de R$ 10,66 sem juros
    • 4x de R$ 8,00 sem juros
    • 5x de R$ 6,40 sem juros
    • 6x de R$ 5,33 sem juros
    • 1x de R$ 32,00 sem juros
    • 2x de R$ 16,00 sem juros
    • 3x de R$ 10,66 sem juros
    • 4x de R$ 8,00 sem juros
    • 5x de R$ 6,40 sem juros
    • 6x de R$ 5,33 sem juros
    • 1x de R$ 32,00 sem juros
    • 2x de R$ 16,00 sem juros
    • 3x de R$ 10,66 sem juros
    • 4x de R$ 8,00 sem juros
    • 5x de R$ 6,40 sem juros
    • 6x de R$ 5,33 sem juros
    • 1x de R$ 32,00 sem juros
    • 2x de R$ 16,00 sem juros
    • 3x de R$ 10,66 sem juros
    • 4x de R$ 8,00 sem juros
    • 5x de R$ 6,40 sem juros
    • 6x de R$ 5,33 sem juros
  • R$ 30,40 Boleto Bancário
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

 

Um mosaico. Assim se apresenta esta publicação marcada por uma saudável diversidade sobre a produção audiovisual que se faz no Rio Grande do Sul. Falar em audiovisual em lugar de cinema já é enfrentar uma questão que João Guilherme Barone introduz, ao refletir sobre o mercado da produção gaúcha. A coletânea de artigos e depoimentos aqui reunidos indica a potência da produção regional. É o que aparece no testemunho de Fabiano de Souza, sobre o processo de criação para diferentes mídias. Pode ser que não tenhamos uma estética particularizada, como ficou convencido Giba Assis Brasil, mas, ainda assim, nosso modo de falar é uma expressão da identidade cultural com a qual Carlos Gerbase se ocupa. É questão relevante, no que diz respeito ao diálogo que nossa cinematografia busca estabelecer. Glênio Povoas não tem dúvida de que nosso primeiro cinema, do início do século passado, deva ser incluído na chamada Bela Época do cinema brasileiro. Assim como Helena Stigger, de identificar em Amor que redime, em 1928, a estrutura do melodrama perfeitamente inserido na perspectiva da cultura de massa que caracteriza o cinema de gênero. Também estão seguros os estudiosos que se valem dos filmes para fazer emergir o imaginário de épocas e grupos sociais diferenciados. Ana Carolina D. Escosteguy e Ricardo Romanoff Antunes encontram o herói anônimo em produções recentes, enquanto Luciana Haussen investiga como viviam os jovens porto-alegrenses de classe média durante a ditadura. É mais do que pretendia Deu pra ti, anos 70, agora testemunho de uma época e uma geração. São questões que extrapolam o cinema. Dialógico é o caráter desta reunião de textos em que múltiplas vozes se expressam. Para dizer como se faz, como se reflete e como se analisa o cinema do Rio Grande do Sul, no Rio Grande do Sul. Um saudável ato de pensar, essencial no processo de autoconhecimento, seja individual, seja do grupo social. Autores: Ana Carolina Escosteguy, Anibal Damasceno Ferreira, Carlos Gerbase, Cristiane Freitas Gutfreind, Fabiano De Souza, Giba Assis Brasil, Glênio Nicolas Povoas, Helena Stigger, João Guilherme Barone, Luciana Hausen, Ricardo Romanoff.

ISBN: 9788520505335

Categoria: Cinema

Edição: 1ª - 2009

Formato: 14 x 21 cm

Nº de Pag.: 188

Peso: 0,160 Kg

Produtos relacionados

6x de R$ 5,33
R$ 32,00
ou R$ 30,40 via Boleto Bancário
Comprar Disponibilidade: 5 dias úteis Aproveite! Restam apenas 2 unidades
Sobre a loja

A marca e logo marca “Porto de Letras” Livraria é uma marca desenvolvida por uma equipe de Marketing e Publicidade da ESPM em 2014/2015 e é o nome fantasia e de uso e propriedade exclusiva da empresa Motta Comércio Editora e Distribuidora de Livros EIRELI CNPJ: 17.977.486/0001-15. Nossa sede é em Porto Alegre no Rio Grande do Sul. Desenvolvemos e trabalhamos com tecnologia, atendemos e vendemos também em MarketingPlaces e outras plataformas de e-commerce.

Social
Pague com
  • PagHiper
  • Mercado Pago
  • PagSeguro V2
Selos

MOTTA COMÉRCIO EDITORA E DISTRIBUIDORA DE LIVROS EIRELI - CNPJ: 17.977.486/0001-15 © Todos os direitos reservados. 2020